previous arrow
next arrow
Slider

O Camaleão Rock 2021 está apenas começando , e como 2021 vai ser a mesma coisa que foi 2020 , vamos relembrar 2020 com alguns discos que foram lançados no ano passado. OS 18 DISCOS INTERNACIONAIS DE ROCK LANÇADOS EM 2020 seria um Especial de Fim de Ano do Camaleão Rock 2020 mas como 2021 chegou tão rápido , vamos iniciar a Programação 2021 do Camaleão Rock com este especial , OS 18 DISCOS INTERNACIONAIS DE ROCK LANÇADOS EM 2020 ! CONFERE AÍ !

  • Idles – ‘Ultra Mono’

Idles , banda furiosa de Bristol (Reino Unido). Com o álbum ‘Ultra Mono’ , lançado em 2020 , o grupo apresenta um bate-estaca de guitarras cortantes e vozes iradas. Ou em outras palavras: jovens furiosos com o Brexit, o cinismo político, a sociedade patriarcal e a opressão aos migrantes. A revolução não será mais televisionada: ela toca na conta do Idles no Spotify.

  • Metallica – ‘S&M2’

A banda que conseguiu que um gênero radical (o Thrash Metal) virasse mainstream. Os shows do Metallica são uma eclética reunião de Metaleiros, mauricinhos, Punks, adolescentes, avós…

Nesta era do imediatismo, recomendar um disco que dura duas horas e meia parece uma temeridade. Mas recomendo, porque este trabalho com a Sinfônica de San Francisco é delicioso. A primeira parte foi lançada há 20 anos, seguindo a tradição dos grupos de Hard Rock e fundindo-se com orquestras sinfônicas. Agora chega a segunda parte, cujo resultado não destoa. Pelo contrário: Rock e Música Clássica se entrosam para dar nova vida aos clássicos da banda, como Master of Puppets, Enter Sandman e One.

  • Richard Davies and the Dissidents – ‘Human Traffic’

Uns caras com vasta quilometragem no circuito inglês do ROCK AND ROLL. À frente, Richard Davies. Este é seu primeiro disco.

‘Human Traffic’ agradará aficionados que tiverem na sua discoteca, álbuns de Bruce Springsteen, Tom Petty e Johnny Thunders. Rock Clássico e histórias de perdedores. Quando o disco é bem executado e executado com paixão, é sempre uma festa.

  • Blues Pills – ‘Holy Moly!’

Blues Pills , banda de Elin Larsson, uma esplêndida cantora sueca de 31 anos que domina muitos registros: Blues-Rock, Soul, Psicodelia, Hard Rock…

Para quem achava impossível atualizar o Rock dos anos setenta, o disco ‘Holy Moly!’ do Blues Pills é um bom exemplo, assim como o Greta Van Fleet , de que gente jovem partindo do Led Zeppelin para criar seu próprio estilo, sempre dá bons resultados. Não só na música. Também nas letras. “Sou uma mulher orgulhosa / que perde tempo acreditando nas mentiras dos hipócritas”, canta com fúria , Elin Larsson na empoderada Proud Woman , faixa presente no disco.

  • Marilyn Manson – ‘We Are Chaos’

‘We Are Chaos’ , novo disco do nosso querido Marilyn Manson / Príncipe das Trevas / Anticristo Superstar , encaixa bem no ponto de união do T. Rex com David Bowie. Manson continua Gótico , Lúgubre , Misantropo , e é assim que queremos ele !

  • Brendan Benson – ‘Dear Life’

Músico essencial do Rock Alternativo norte-americano. Seu disco Lapalco (2002) contém tantas canções boas que é preciso ouvi-lo com prudência. Benson tem também seu projeto Roqueiro com Jack White, os Raconteurs.

‘Dear Life’ do Brendan Benson é um álbum que representa uma dispersão, onde cabe uma base percussiva de Hip-hop, guitarras pesadas, explosões de Pop Indie… Tudo se encaixa neste maravilhoso álbum.